Marketing Digital: Como ter resultados (ou evitar fracassos) com 7 dicas

Marketing 09 dezembro, 2013 Jefferson Alex

Não é de hoje que o termo “mídia social“, ou “rede social“, está nos noticiários, nas conversas e sendo tema de seriado. Normal, algo que proporcionou a integração de pessoas com recursos que aproximam amigos, parentes, consumidores, entusiastas… Bom, tem muita gente já interagindo com a rede. \nExistem vários casos de sucesso sobre empresas que investiram na web. Alguns a citar: Dafiti, Netshoes, Americanas e Amazon. \nMas ai você pensa: “isso é para empresas grandes”. Quero ver isso funcionar com empresas pequenas, sem muito recurso ($$$) para investir.” \nContinue lendo esse artigo que você vai descobrir como iniciar sua vida digital, tendo retorno e com pouco investimento financeiro. Lembrando que tudo na vida requer organização e disciplina, pois nada acontece por acaso e em se tratando de comportamento do consumidor “tudo pode acontecer”. Dicas para iniciar uma história na internet \nA internet é feita de computadores, mas computadores não agem sozinhos, são manipulados por pessoas. As histórias, mensagens e fotos são conteúdos inseridos na rede por pessoas que querem se comunicar. Então, para iniciar, pense no seu público. Seus desejos, necessidades, argumentos, críticas devem ser levados em consideração na hora de tentar convencê-lo a comprar seu produto ou serviço. Mas o que isso quer dizer? 1- Não ofereça seu produto ou serviço com os chamados “compre”, “experimente”, “veja”, “conheça” e outros termos que sugiram diretamente ao público que você está ali para vender. Ninguém gosta de vendedores, nem na vida real nem na internet. \nEntão, seja criativo. Isso sugere outra dica: 2- Elabore maneiras criativas para cliente interagir com sua marca, sem que tenha a intenção inicial de comprar. \nFaça ele compartilhar um conteúdo que sua empresa produz como “bem estar”, “comodidade”, “qualidade de vida”, “humor”. Isso pode ser resumido em “venda apenas a missão e valores de sua empresa, deixe os produtos para outro momento. 3- Apenas crie perfis nas redes sociais que você souber utilizar. Uma marca mal colocada ou sem manutenção acaba caindo no esquecimento. Então, se for tentar entrar na rede por conta própria, faça de uma forma que você consiga controlar. 4- Forneça ao usuário de internet informações de sua empresa, quando ele estiver procurando por isso. É comum encontrar perfis nas redes sociais e até marcações no Google Maps que a empresa não fornece o telefone de contato, não diz com o que trabalha. \nExemplo: Empresa Fritz ltda, Rua barnabé de Souza, 1000, Catuaba de Paranoá-GO. \nA Empresa acima faz o que? Pode ser uma empresa de sorvete, cafeteria, supermercado… bom, acho que já entendeu. 5- Torne-se encontrável pelo que você procuraria. A frase pode não ter muito sentido inicialmente, mas eu explico: \nQuando você está com fome, você procura na internet por lanchonete, restaurante ou Loja Azul? Isso é um exemplo para fazer você pensar nas palavras que usa para descrever sua empresa na internet. Diga para todos: “É um restaurante de frutos do mar”. Não diga: “É uma loja que traz o azul do mar até você”. Quase ninguém (tirando você) irá entender essa segunda frase. 6- Não fale do concorrente, seja bem ou mal. É um erro que alguns ainda cometem. Acabam fazendo o visitante ter curiosidade de saber quem é esse teu concorrente. 7- Cuidado com os convites, você está tratando com pessoas. Isso é um toque para aquelas pessoas que convidam todos para qualquer coisa. Do tipo: Você cria uma página de tarô e convida várias pessoas de seu convívio que não gostam da ideia, ou você gostou de um perfil na internet que fala sobre sexo drogas e rock ‘n roll e acha por em compartilhar isso na sua página para que seus contatos vejam. Você terá na internet a mesma reação que teria na vida real. Algumas pessoas vão gostar, outras vão criticar, outras não vão dar à mínima. \nO problema? É que quando você convida alguém na rede social, essas pessoas já associam você à empresa que você representa e seus valores. Para uma empresa que atua no ramo de advocacia, não é nada bom ter comentários ou conteúdo que faça apologia às drogas. Entendeu? Conclusão \nBom, se essas dicas não te levarem ao sucesso, com certeza vão te livrar de saias justas e evitar alguns erros comuns. \nO melhor mesmo é investir em empresas que já atuam com o serviço de marketing digital, pois possuem experiência em cases de sucesso, pesquisa de comportamento do consumidor, ações que dão certo, conhecimento na manipulação dos sites de rede social, entre outros conhecimentos administrativos em publicidade usando as ferramentas da internet.

Compartilhe: http://bit.ly/2gZEtYv
Jefferson Alex

Analista de Marketing com especialização em projetos digitais. Designer em formação, analista de sistemas e sempre em busca de aprendizado contínuo.