Marketing de Guerrilha – usando métodos não tradicionais

Marketing 15 November, 2013 Jefferson Alex

Uma imagem vale mais que mil palavras… Ok, mas o que me diz de uma imagem que você interagem com ela sem perceber ou que te provoque uma sensação?
Esse é o intuito do marketing de guerrilha. Provocar uma interação com o público, contando uma história, vendendo uma ideia e atingir estrategicamente usando apenas criatividade como ferramenta. Talvez essa nunca seja a definição que os livros vão dar para o termo que teve inspiração na guerra do Vietnã, onde a estratégia era tudo o que podia fazer a diferença dos oponentes. Você também pode conhecer o termo vendo o que o Wikipedia tem sobre isso. Sem dúvida é um trabalho que eleva ao extremo a percepção do usuário quanto a marca. Geralmente as ações de marketing de guerrilha são macro, isso significa que você vai ver uma ação de marketing de guerrilha mesmo que esteja desatento.
As ações fazem com que o público interaja com a marca/peça, promovam o engajamento e atinjam emocionalmente o público. É uma estratégia usada muito frequentemente para gerar tráfego – em termos de era digital, podemos dizer que gera o efeito viral nas campanhas. Alguns exemplos de marketing de guerrilha: Quem ainda não viu… dê uma olhada em uma das ações que mais teve alcance

Algumas ações são tão bem feitas que parece ter vindo de filmes de ficção… bom essa aqui saiu.

O que dizer dos nossos amigos lusitanos?

Ai você vai me perguntar… ou falar sozinho agora: mas isso só acontece no estrangeiro, coisa de gringo.
O Brasil é um país de gente muito criativa. As agências daqui também conseguem fazer muito bem essa arte de “ser criativo”. Postei um vídeo da gráfica Art Center que é um belo exemplo disso. Tudo o que é necessário para um bom efeito em marketing é a criatividade apoia da nos estudos do comportamento do consumidor (sem aplicação dos conceitos sua campanha será um fracasso). Existe, por exemplo ação que é muito bem feita e com um efeito que o dinheiro não pagaria.
É o caso de uma pizzaria de pequeno porte que decidiu apostar na provocação, mandando seu entregador para um restaurante de alta classe. Chegando no restaurante o entregador, com a pizza na mão, olha para o salão e diz “quem pediu a Pizza da XPTO(falando o nome da pizzaria)?”.

Compartilhe: http://bit.ly/2hge6dI
Jefferson Alex

Analista de Marketing com especialização em projetos digitais. Designer em formação, analista de sistemas e sempre em busca de aprendizado contínuo.